Repositorio

A identidade da teoria da contabilidade: uma análise de aspectos da legitimidade sócio-política e cognitiva da disciplina no Brasil

Da Rosa, Fabricia Silvia, Soares, Sandro V., Da Rosa, Viviane Silva, Lunkes, Rogério J., Pfitscher, Elisete Dahmer
Organismos ligados a educação em contabilidade têm influenciado as reformulações curriculares e normativas da disciplina Teoria da Contabilidade, a comunidade científica por usa vez, tem discutido em artigos e livros, a identidade da disciplina no mundo para auxiliar seu processo de consolidação. Uma das formas de verificar a identidade de uma disciplina é identificar um conjunto de características próprias e exclusivas que permitem diferenciá-la das demais e que lhe confiram perspectiva de continuidade (Rowe, Truex & Kvasny, 2004). Estas características podem ser refletidas através da legitimidade sociopolítica e cognitiva (Messner, Becker, Schäffer, & Binder,2008). Neste contexto, Qual a identidade da disciplina de teoria de contabilidade no Brasil? Para responder esta pergunta, o objetivo deste estudo é identificar e analisar aspectos de legitimidade sociopolítica e cognitiva da disciplina de Teoria da Contabilidade visando à busca de sua identidade como disciplina no Brasil. Para atender este objetivo, a presente pesquisa utilizou-se de análise de conteúdo para identificar em documentos e informações de cursos de contabilidade no Brasil, a identidade da disciplina de Teoria da Contabilidade. Foram utilizados critérios de legitimidade sociopolítica e cognitiva para realizar a análise dos documentos. Em relação à legitimidade sociopolítica, foram pesquisados documentos, normas e resoluções de órgãos oficiais, grupos de pesquisa, e de representação de classe, e com a finalidade de analisar a legitimidade cognitiva, as publicações nas principais revistas de contabilidade, congressos e seminários, disciplinas, livros e manuais, foram o foco desta pesquisa. Os resultados revelam que a disciplina tem identidade própria. Quanto à legitimidade sociopolítica verifica-se que os órgãos oficiais e de classe exercem influência na disciplina, contudo a disciplina carece maior legitimidade junto à comunidade científica (grupos de pesquisa e CNPq). Quanto à legitimidade cognitiva verifica-se suas características como disciplina própria, presença em grades curriculares de graduação e pós-graduação, e bons níveis de publicações em revistas científicas, contudo necessita estabelecer padrões de temas e nomenclaturas própria
Repository: Biblos-e Archivo: Repositorio Institucional de la UAM